Jornal da Ordem
Rádio OABRS
Twitter
Facebook
Istagram
Flickr
YouTube
RSS

30.03.21

Relacionamentos abusivos | Roda de Poder e Controle

Felipe Ornell


Nas últimas semanas abordamos alguns tópicos sobre relacionamentos abusivos, com o objetivo central de auxiliar na compreensão do tema e, consequentemente, na identificação deste fenômeno. Sabemos que os abusos geralmente se instalam de forma sutil e gradual, sem violência física no início, o que impede com frequência o reconhecimento precoce (mesmo que a vítima tenha alguma familiaridade com o tema). Importante ressaltar que qualquer pessoa pode perpetuar ou sofrer abusos. Buscar sinais de abuso apenas em pessoas de um gênero, comunidade ou histórico específico pode limitar a consciência de outras situações de abuso. Neste sentido, é importante saber reconhecer sinais de que uma relação abusiva está em curso.

É muito comum que os abusos ocorram de forma cíclica, porém isso não é uma regra, havendo casos em que que os atos de violência não são regulares apesar de acontecerem de forma contínua. Isso poderia limitar a aplicação da teoria do ciclo de violências (falamos disso AQUI). Diante disso, ainda na década de 80, foi elaborada uma abordagem alternativa chamada a Roda de Poder e Controle, construída a partir dos relatos de vítimas atendidas pelos Programas de Intervenção de Abuso Doméstico. Se trata de uma ferramenta utilizada para entender as táticas e condutas dos abusadores para obter poder e controle sobre suas vítimas. O interior da roda contempla comportamentos sutis e contínuos ao longo do tempo, enquanto o anel externo representa a violência física e sexual. Ações abusivas como aquelas representadas no anel externo geralmente reforçam o uso regular de outros métodos mais sutis encontrados no anel interno.

Repare que poder e controle são os elementos centrais da roda, representando os objetivos do abusador: exercer poder e domínio para manter o controle no relacionamento. Ou seja, o comportamento do abusador não é aleatório ou arbitrário, mas proposital e sistemático. Nos raios, você encontrará as várias táticas usadas para atingir esses objetivos e manter a pessoa que está sofrendo o abuso em uma condição de impotência. Do lado de fora da roda estão incluídas as expressões físicas de abuso: lesão corporal ou agressão sexual. Esse aro fecha a roda, por assim dizer. Os abusadores costumam usar a agressão física para reforçar o padrão de intimidação que ocorre no dia a dia.

Exemplos das várias formas de abuso

Usando Intimidação

•          Gerar medo usando olhares, ações ou gestos

•          Quebrar coisas

•          Destruir sua propriedade

•          Maltratar animais de estimação

•          Exibir armas

Usando abuso emocional

•          Desqualificar a vítima

•          Fazer a vítima se sentir mal consigo mesma

•          Faze-la pensar que é louca

•          Jogos psicológicos

•          Humilhações

•          Fazê-la se sentir culpada pelos abusos

Usando isolamento

•          Controlar o que a vítima faz, quem ela vê e com quem fala, o que ela lê, aonde ela vai

•          Limitando o contato externo

•          Usar o ciúme para justificar ações

Minimizando, negando e culpando

•          Minimizar o abuso e não levar a sério as preocupações da vítima sobre isso

•          Negar que o abuso aconteceu

•          Transferir a responsabilidade pelo comportamento abusivo

•          Dizendo que a vítima causou isso

Usando crianças

•          Fazer a vítima se sentir culpada pelos filhos

•          Usar os filhos para transmitir mensagens

•          Usar a visitação para assediá-la

•          Ameaçar levar as crianças embora

Usando privilégio masculino

•          Tratar a vítima como uma serva

•          Tomando sozinho as decisões

•          Agir como o "mestre do castelo"

•          Ser a pessoa que define os papéis dos homens e mulheres

Usando abuso econômico

•          Impedindo a vítima de conseguir ou manter um emprego

•          Gerar dependência financeira

•          Pegar o dinheiro dela

•          Não permitir que a vítima tenha acesso à renda familiar

Usando coerção e ameaças

•          Fazer e / ou realizar ameaças de fazer algo para machucá-la

•          Ameaçar deixá-la, cometer suicídio, denunciá-la

•          Obrigar a vítima retirar as acusações

•          Coagir a condutas ilegais

 

A violência familiar surge do desejo de um agressor de exercer poder e controle sobre sua vítima. A Roda do Poder e Controle, descreve os muitos tipos de abuso sofridos por vítimas de violência familiar. Raramente uma vítima de violência familiar sofre apenas uma forma de abuso, sendo comum que as vítimas sejam aterrorizadas por uma série de táticas abusivas que os agressores usam para controlá-las. A roda de Força e Controle mostra táticas comuns que os abusadores usam para controlar suas vítimas. Uma limitação deste modelo é que a roda explora o abuso que ocorre no contexto heteronormativo do ciclo de quatro partes. Embora ilustre com eficácia a dinâmica de poder e os desequilíbrios que caracterizam os relacionamentos em que os homens abusam das mulheres, não aborda as várias dinâmicas presentes em outros cenários.

Se identificou? Precisa de ajuda? A CAA/RS te oferece auxílio financeiro para superar esta situação (CLIQUE AQUI e saiba mais), e o suporte emocional de centenas de psicólogos, por meio de plataforma de atendimento on-line, com consultas a baixo custo (os valores são parcialmente subsidiados pela CAA/RS).

Marque a sua consulta aqui -> www.caars.org.br/psicologia

Referências

1              HEALTHLINE. What Is Verbal Abuse? 22 Examples, Patterns to Watch For, What to.  2021.  Disponível em: < https://www.healthline.com/health/mental-health/what-is-verbal-abuse >.

2              ______. Cycle of Abuse: Understanding the 4 Parts.  2021.  Disponível em: < https://www.healthline.com/health/relationships/cycle-of-abuse >.

3              NIDIRECT. Abusive relationships | nidirect. 2015-11-11 2015.  Disponível em: < https://www.nidirect.gov.uk/articles/abusive-relationships >.

4              TALKPACE. Understanding the Cycle of Abuse | Talkspace. 2020-02-11 2020.  Disponível em: < https://www.talkspace.com/blog/cycle-of-abuse-domestic-violence/ >.

felipe para o site.jpg

Felipe Ornell

Psicólogo clínico, possui Residência em Saúde Mental (ESPRS) e especialização em Dependência Química; Mestre e Doutorando em Psiquiatria e Ciências do Comportamento (UFRGS). Pesquisador no Centro de Pesquisa em Álcool e Drogas - Hospital de Clínicas de Porto Alegre / Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Editor da Revista Brasileira de Psicoterapia. Responsável técnico pelo Previne Saúde Mental.


E-mail: felipeornell@gmail.com
Site: http://lattes.cnpq.br/5402861891632171

Encontre um Conveniado
Publicações Relacionadas
REDE DE
PROFISSIONAIS
COMO FUNCIONA
CAA/RS SAUDEMENTAL
Categorias
SERVIÇOS
BOLETIM INFORMATIVO. CADASTRE-SE!
REDES SOCIAIS E FEED
RSS
YouTube
Istagram
Facebook
Twitter
Flickr
JORNAL DA ORDEM
Jornal da Ordem
MAPA DO SITE
Abrir

CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS ADVOGADOS DO RIO GRANDE DO SUL

Rua Washington Luiz, 1110, 5º andar - Centro - CEP 90010-460 - Porto Alegre - RS | (51) 3287.7498 | presidencia@caars.org.br

Envie uma mensagem    |    Mapa de localização

© Copyright 2021 Caixa de Assistência dos Advogados do Rio Grande do Sul    |    Desenvolvido por Desize