Jornal da Ordem
Rádio OABRS
Twitter
Facebook
Istagram
Flickr
YouTube
RSS
NOTÍCIAS

09.07.20   |   Geral

CAA/RS participa de evento sobre paridade de gênero nas eleições do Sistema OAB

Proposta é estabelecer que 50% das candidaturas sejam de mulheres e 50% de homens, em todos os cargos eletivos

Apresentado em encontro virtual promovido pela OAB/RS na tarde desta quarta-feira (8), o chamado “Projeto Valentina” encontrou forte e importante apoio entre dirigentes de Ordem gaúchos. Entre eles, as três diretoras da Caixa de Assistência dos Advogados do RS, que acompanharam as exposições: a vice-presidente Mariana Melara Reis, a secretária-geral Neusa Bastos e a secretária-geral adjunta Claridê Chitolina Taffarel.

Ao todo, o evento contou com participação de mais de cem pessoas. O Projeto Valentina, de autoria da conselheira federal da OAB Goiás Valentina Jungmann, prevê paridade de gênero nas candidaturas a cargos eletivos nas seccionais e na OAB Nacional. Assim, 50% devem ser candidatos homens, e 50% mulheres. Hoje, o percentual mínimo garantido por gênero é de 30%. A nova regra também seria aplicada para os cargos de diretoria do Conselho Federal, dos Conselhos das Seccionais, das Subseções e das Caixas de Assistência e de forma equânime entre titulares e suplentes.

Uma das debatedoras da tarde, a vice-presidente da CAA/RS ressaltou que, apesar da OAB/RS já contar com mulheres em 60% da diretoria da Caixa e 40% da OAB/RS, ainda há um grande caminho a ser percorrido. “Sabemos que somos privilegiadas em relação às demais colegas brasileiras. O primeiro presidente de seccional a se manifestar sobre o tema foi do Rio Grande do Sul, foi na gestão do presidente Lamachia que surgiu o Plano Nacional de Valorização da Mulher Advogada. Então, somos sim referência, e que possamos usar o hino riograndense para que nossas façanhas sirvam de modelo para o restante do Sistema OAB”, definiu Mariana, lembrando fato ocorrido durante sua gestão como presidente da OAB Canela-Gramado (2016-2018). “Tínhamos 12 comissões e, destas 12, onze eram presididas por mulheres. Penso que a nossa responsabilidade, enquanto dirigentes de Ordem e mulheres que ocupam cargos de destaque, é identificar estas mulheres, prepará-las e incentivá-las a ser novas lideranças femininas. Temos que ter paridade, mas também mulheres preparadas para galgar estes espaços”, concluiu a dirigente.

Palestrantes nacionais

Convidada a participar o evento, a presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada do CFOAB, Daniela Lima de Andrade Borges, iniciou sua fala enaltecendo o trabalho realizado na seccional gaúcha. “O Rio Grande do Sul é a terra de Clea Carpi, de Claudio Lamachia, e estou muito emocionada e feliz de estar aqui. Não posso deixar de dizer como o RS é referência na luta pela paridade, graças a estas mulheres e homens. Cumprimento também a Mariana, que é ativa na Caixa, inclusive a Caixa teve uma proposta recente e inovadora em defesa das mulheres (o Auxílio Proteção)”. A dirigente focou seu discurso em explicar porque a paridade é necessária. “A gente tem direito de estar lá, mas as condições muitas vezes não são favoráveis. As oportunidades deveriam ser as mesmas, mas muitas vezes não são. Queremos ter o direito de ocupar nossos espaços. Podemos ser uma vanguarda no nosso país, no ponto de vista da equidade de gênero”, opinou.

Já a autora da proposta, Valentina Jungmann, reforçou que o que está sendo pleiteado não é uma política de cotas, e sim um princípio constitucional de paridade. “Estamos falando de igualdade. Queremos estar junto, ao lado, 50% de homens, 50% de mulheres. E precisamos também que esta paridade seja observada nos cargos de suplência. O RS é um exemplo atípico, que precisamos observar e seguir”, completou.

Dirigentes da OAB/RS marcam presença no encontro

Também presente ao encontro virtual, a diretora da ESA, Rosângela Herzer dos Santos, enalteceu o trabalho que vem sendo realizado pela diretoria da Caixa, em seu cumprimento às diretoras participantes. “Cumprimento as queridas diretoras que estão fazendo um espetacular trabalho à frente da Caixa, trazendo novos benefícios para a classe”, afirmou citando os novos auxílios recentemente anunciados pela CAA/RS. Outras importantes lideranças da Advocacia gaúcha também marcaram presença e registraram apoio à iniciativa da conselheira goiana Valentina Jungmann. Confira:

“Nossa seccional tem por tradição valorizar o trabalho das nossas mulheres de Ordem. Temos paridade no nosso quadro, duas mulheres em nossa diretoria, três diretoras na Caixa de Assistência, uma diretora geral da ESA, a frente do nosso plano de ensino, temos conselheiras federais, temos mulheres presidentes de subseções, jovens lideranças.... Podem contar com este presidente nesta caminhada, na busca de espaços necessários de direito na nossa instituição. Não adianta levarmos o discurso da democracia pra fora da instituição, e não aplicarmos dentro da nossa OAB”, Ricardo Breier, presidente da OAB/RS.

“É a única seccional do Brasil que tem quatro conselheiras federais. E na nossa gestão já tínhamos duas dirigentes de Ordem, a Maria Helena Dornellles e a atual presidente da IARGS, Sulamita Cabral. Duas mulheres valorosas, que me ajudaram muito a conduzir a instituição”, Claudio Lamachia, membro honorário vitalício da OAB/RS.

“A luta não é só nossa, é do Brasil inteiro, pela paridade”, Cléa Carpi da Rocha, conselheira federal da OAB/RS, única mulher a presidir a Ordem Gaúcha e até hoje a receber a Medalha Rui Barbosa – maior honraria entregue na Advocacia brasileira. 

“Nossa história mostra que ninguém constrói nada sozinho, principalmente se fizermos uma leitura do que acontece na Ordem. Ao longo desses 90 anos de existência, vamos encontrar homens e mulheres lutando sempre pelas causas de interesse da nossa sociedade. Nos momentos em que nossa nação mais precisou de lutas, as mulheres sempre estiveram presentes”, Regina Guimarães, secretária-geral da OAB/RS.

“A presença dos nossos Presidentes marca a posição da Seccional, de que esse é um tema que conta com o apoio de todos e todas”, Fabiana Barth, secretária-geral adjunta da OAB/RS

“Me preocupa muito a pouco representação no Congresso Nacional, precisamos dar o exemplo para que isso mude”, Claudia Sobreiro, presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB/RS.

Texto: Danielle Settin | Jornalista | Mtb 9300

Fonte: Assessoria de Imprensa CAA/RS

SERVIÇOS
BOLETIM INFORMATIVO. CADASTRE-SE!
REDES SOCIAIS E FEED
RSS
YouTube
Istagram
Facebook
Twitter
Flickr
JORNAL DA ORDEM
Jornal da Ordem
MAPA DO SITE
Abrir

CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS ADVOGADOS DO RIO GRANDE DO SUL

Rua Washington Luiz, 1110, 5º andar - Centro - CEP 90010-460 - Porto Alegre - RS | (51) 3287.7498 | presidencia@caars.org.br

Envie uma mensagem    |    Mapa de localização

© Copyright 2020 Caixa de Assistência dos Advogados do Rio Grande do Sul    |    Desenvolvido por Desize